Oficina de Documentário

O curso tem como objetivo pensar a produção e os avanços estéticos dos documentários brasileiros do período da retomada do cinema nacional até os dias de hoje. Desde nomes de peso, como Eduardo Coutinho e João Moreira Salles, até jovens que e destacam na cena audiovisual, como Maria Clara Escobar e Gabriel Mascaro, o panorama apresenta alguns dos melhores cineastas contemporâneos nacionais. Através deles iremos tanto analisar a linguagem documental no cinema contemporâneo brasileiro, como também debater o espaço do documentário no mercado audiovisual atual, buscando traçar um paralelo entre a liberdade formal desta linguagem e o modelo de comercialização instituído.

Bruno Cucio

Sócio da Travessia Filmes, desde 2010, atua em projetos audiovisuais voltados à produção artística e à formação de público. Graduado pela FAAP em Cinema, dirigiu e roteirizou, entre outros, o curta-metragem “Um Homem Satisfeito”, exibido no 26º Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo, “Até Onde”, selecionado para a 17ª Mostra de Tiradentes, “Será (?)”, realizado em parceria com o grupo de teatro Caixa de Imagens e exibido no Centro Cultural São Paulo e no Festival de Cinema de Paranapiacaba, “Benedito”, ganhador da Mostra Suzana Amaral. Coordenou o projeto sócio-educacional Circuito Cultural, de 2010 até 2013, lecionou no projeto Cinepoemas da organização Poiesis, além de dar aulas de roteiro e direção em escolas públicas e particulares como o Colégio Bandeirantes, Colégio Oswald de Andrade e Escola Carandá Viva Vida.

Informações importantes

A oficina será ministrada por Bruno Cucio

17 e 18 de novembro

das 14h às 17h

na Unifatea - sala de oficinas