Buscar
  • Victor Fisch

Premiados do XIII Cinefest Gato Preto


Júri da Mostra Competitiva

(composto por Ananda Guimarães, Eduardo Resing e Toni Venturi)

- Melhor Roteiro

Pela habilidade em traduzir a vida em sociedade e a complexidade de relações humanas com precisão e economia dramática. O melhor roteiro vai para Ângelo Defanti e Daniel Galera pelo filme BORÁ.

- Melhor Direção

Pela coragem de mergulhar profundamente no tema e pela ousadia em reconstruir sua narrativa, a melhor direção vai para Arthur Leite pelo filme ABISSAL.

- Melhor Produção

Pela delicadeza em materializar as metáforas e pela locação personagem, o prêmio de melhor produção vai para Rafael Buosi pelo filme DEUSA.

- Melhor Fotografia

Pelo delicado desenho dos claros e escuros que pintam o quadro narrativo, o prêmio de Melhor Fotografia vai para Marcelo Martins Santiago pelo filme AO FINAL DA CONVERSA ELES SE DESPEDEM COM UM ABRAÇO.

- Melhor Atuação

Atuação verdadeira, com sentimentos genuínos e profundamente humanos, a melhor atriz é Aíla Oliveira pelo filme FERVENDO.

- Melhor Direção de Arte

Uma mise-en-scène coesa e intimista, dedicada aos detalhes, a melhor direção de arte vai Junior Paixão pelo filme AO FINAL DA CONVERSA ELES SE DESPEDEM COM UM ABRAÇO.

- Melhor Montagem

Pela atenção e consciência em revelar a personagem, e pela costura precisa dos elementos da memória na construção da narrativa. A melhor montagem vai para Arthur Leite e Magno Guimarães pelo filme ABISSAL.

- Melhor Desenho de Som

Pela criação de atmosferas radicalmente distintas, que nos jogam no abismo cinematográfico, o melhor Desenho de Som vai para Alexandre Jardim, Artur Seidel, Igor Leite e Miguel Mermelstein pelo filme O OLHO DO CÃO.

- Menção Honrosa

Pela importância em dar voz aos protagonistas desprivilegiados e por manter à luz a existência do trabalho escravo contemporâneo. Menção Honrosa vai para TERMINAL 3, de Thomaz Pedro e Marques Casara.

- Melhor filme

Uma locação banal e insólita, pelo frescor narrativo e relevância do tema, sem ser didático. O melhor filme é FERVENDO, de Camila Gregorio.

Júri da Mostra do Vale

(Composto por Camila Natalie, Cervantes Sobrinho e Joel Ramos)

- Melhor Filme

AGENOR, de Elvilin Pedroso, de Taubaté

- Menção Honrosa

É O QUE EU PENSO E É O QUE EU VEJO, de Arto Cavalcanti, de São José dos Campos

Júri Popular

(voto do público nas sessões)

- Melhor Filme

CABELO BOM, de Swahili Vidal e Claudia Alves

- Melhor Filme do Vale do Paraíba

A ALEGRIA DA TERRA, de Melquior Brito e Priscila Jácomo, de São Sebastião

- Melhor Filme das Mostra Infanto-juvenis

UrSORTUDO, de Januario Jr

Prêmios Especial da Equipe Gato Preto

- Melhor Cartaz

Márcio Sal, pelo cartaz do filme CABELO BOM

- Melhor Roteiro da Oficina

Matheus Zaggo


0 visualização