Premiação do XI Cinefest Gato Preto


Em uma noite emocionante, do dia 1 de novembro de 2015, a equipe do XI Cinefest Gato Preto anunciou a premiação dos filmes, cartaz e roteiro criado na oficina desta edição do festival. O Júri, composto por William Hinestrosa, Keka Reis e Renata Druck deu um total de 11 prêmios. Resolveram trocar o prêmio de produção por um prêmio especial do júri e dar duas menções honrosas.

MOSTRA COMPETITIVA

PRÊMIO DIREÇÃO DE ARTE: Castillo y el Armado (arte de Ruben Castillo)

PRÊMIO ROTEIRO: Ruby (Luciano Scherer e Guilherme Soster)

PRÊMIO DESENHO DE SOM: João Batista (som de Rodrigo Meireles e Marcio Zaum)

PRÊMIO DIREÇÃO: Macapá (direção de Marcos Ponts)

PRÊMIO FOTOGRAFIA: Barqueiro (fotografia de Andre Dip)

PRÊMIO MONTAGEM: João Batista (montagem de Rodrigo Meireles)

PRÊMIO ATUAÇÃO: Cordilheira de Amora II (atuação de Carine Martines)

MENÇÃO HONROSA: Mucamas (direção de Coletivo Nós, Madalenas) e 10-5-2012 (direção de Álvaro Andrade Alves)

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: O Seupúlcro do Gato Preto (direção de Kaneda Asfixia e Frederico Moreira)

MELHOR FILME: Coice no Peito (direção de Renan Rovida)

-----------------------------------

O prêmio de júri popular (voto do público das sessões) considerou todas as sessões do festival, além das competitivas, inclusive a de Terror, bruxas, suspense e azar, infantis e juvenis. E o premiado veio de uma sessão infantil!

PRÊMIO DE MELHOR FILME DO JÚRI POPULAR: O Melhor Som do Mundo (direção de Pedro Paulo de Andrade)

-----------------------------------

Durante a oficina de roteiro, oferecida no festival, 4 roteiros foram desenvolvidos em grupos. Um deles foi premiado com uma ajuda financeira de R$1000,00 para incentivar a realização do filme, além de licenças do Storytouch (software brasileiro de escrita de roteiros), uma assessoria de produção com Fernanda de Capua, uma assessoria de direção de arte com Amanda Stefani e a finalização de imagem do curta-metragem da Clandestino. A escolha foi feita por um júri composto pelos curadores do festival, Victor Fisch e Bruno Cucio e a professora da oficina, Julia Alquéres.

PRÊMIO DE MELHOR ROTEIRO CRIADO NA OFICINA DE ROTEIRO: (A)lugar (escrito por Geovana Mara, Priscila Cabett e Walter de Andrade)

-----------------------------------

Na sessão de Terror, bruxas, suspense e azar, o Cineclube de Jacareí, representado por Adriano Pinheiro, Marinei e Rodrigo Lira Fabiano, premiou um dos filmes da sessão com uma estatueta honorário do Corvo de Gesso, tradicional prêmio de Jacareí que iniciou suas atividades com filmes de terror.

TROFÉU CORVO DE GESSO HONORÁRIO: Usuário Desconhecido (direção de Sandro Azevedo)

-----------------------------------

Inspirados pelos belos cartazes criados em Cuba e pela premiação de melhor cartaz do Festival de Havana, o Gato Preto decidiu fazer uma premiação ao melhor cartaz. O júri para essa decisão foi composto por Camila Tarifa, Polyana Zappa e Teresa Sbartellati.

MELHOR CARTAZ: Intervenção (arte do cartaz de Raul Luna)

-----------------------------------

Durante a oficina de crítica os participantes tinham que ver filmes e escrever críticas, que serão postadas em breve aqui no site. Também premiamos a melhor delas, com um livro presenteado pela Cosac Naify. A autora do texto,de 15 anos, foi uma das grandes espectadoras do festival, tendo visto 51 filmes e lendo um texto que emocionou a todos na cerimônia de encerramento.

MELHOR CRÍTICA PRODUZIDA NA OFICINA: escrita por Camila Zappa

#premiação #cerimônia #encerramento #coicenopeito

Posts principais
Mais recentes
Arquivo
Siga o Gato
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon