01_tamplate Instagram.jpg

30/11 - 21h - Sessão Mostra do Vale 2


As sessões acontecem sempre no Teatro Teresa D’Avila, na Unifatea Avenida Doutor Peixoto de Castro, 539 - Lorena

O Cinefest Gato Preto divide as sessões da mostra competitiva em áreas do cinema, pensando na melhoria do debate.

A segunda sessão especial do Vale amplia ainda mais o panorama da região, com uma sessão mais reflexiva e tranquila, que encerrará o festival. Começamos com um documentário de São Sebastião sobre palhaços e indígenas, "A Alegria da Terra", um retrato da velhice em "Agenor", do recorrente diretor Elvilin Pedroso, de Taubaté (o mesmo de "Liberta"), um filme ambientalista de Caçapava, "Empatia - O Planeta Agradece", o documentário de memória "Flores de Judith", de São José dos Campos, o videoclipe experimental "Kiss.Die.Repeat", de Pindamonhangaba, o filme de Lorena, "Além do Oscópio", que discute o papel do ator (e também será exibido pela primeira vez no festival) e por fim o filme evangélico “Hei pastor eu te encontro no céu”, de Caçapava.

21h - Sessão Mostra do Vale 2 - (77 min)

“A Alegria da Terra”, de Melquior Brito e Priscila Jácomo (20min) - São Sebastião

Sinopse:

A arte sagrada de sorrir, um encontro de povos e palhaços.

-----------

“Agenor”, de Elvilin Pedroso (12min) - Taubaté

Sinopse:

Um singelo retrato da típica vida de quem sofre de Alzheimer. Os últimos anos de vida de Agenor e da vida de sua esposa e cuidadora, Nely, que por mais de uma década foi seu paladar, seus olhos, sua potência de vida. Sem dar conta, foram parar onde todos vão. Os tijolos seguem os mesmos! Os cães já o avisaram da nudez

“Empatia - O Planeta Agradece”, de João Vitor Martins (2min) - Caçapava

Sinopse:

Em meio ao caos criado pelo ser humano, um jovem escritor tem esperanças de mudar o mundo com suas escritas.

“Flores de Judith”, de Auira Ariak Boainain (15min) - Maricá e São José dos Campos

Sinopse:

O reencontro de uma entrevista descontraída com a talentosa "tia" Judith, gravada em miniDV em 2004, em Maricá, quando ela faz uma declaração para o bebê da barriga da cinegrafista, gera uma nova declaração em forma de documentário - com flores, prosa, música e saudade.